Os Sanguessugas (assim na terra como em Africa)

| sexta-feira, 20 de março de 2009 | |
Primeiro, abusaram dela e tiraram-lhe para sempre a inocência, com violência e malvadez. Depois chegaram os vampiros, os que sugam a vida, a beleza e tudo o que seja singelo, e no desdobramento, sugaram-lhe o espírito que era a única coisa que ainda a mantinha de pé. Zeferino, que estava na sala, já tinha reparado que os vampiros chegam sempre de mansinho (como os abutres) com as suas cruzes e os seus fatos de carmim e negro. Gritam «heresia, heresia» enquanto bebem chá com bolinhos. Se lhes dão tempo de antena, sugam o oxigénio todo de dentro de um salão, o que faz com que as pessoas deixem de pensar como deve de ser, uma vez que ficam com o cérebro todo desoxigenado.

3 comentários:

Joaninha Says:
20 de março de 2009 às 11:39

As vezes acontece, tens razão.

beijos

Joaninha Says:
20 de março de 2009 às 11:45

Espero que não te importe mas juntei-te á minha lista

beijos

El Matador Says:
20 de março de 2009 às 12:18

não me importo nada Joaninha.