O Labirinto

| terça-feira, 30 de junho de 2009 | |

Entrou no labirinto decidido a trazer-lhe o coração do Minotauro numa bandeja. Ela precisava de uma prova de amor, e ele, cego, achou que aquela era a melhor forma de lhe prestar testemunho. Ao princípio o labirinto era pura adrenalina, pura paixão. Nada o demovia; encontrava o caminho barrado e num salto voltava para trás e enveredava por outra via. A voz dela e a promessa de amor eterno eram os sons que o norteavam pelos sinuosos caminhos do labirinto. Quando se sentia sozinho, cantava canções bárbaras que havia aprendido nas campanhas do sul. Ao acercar-se do cerne da terrível construção, não deu de caras com o mítico animal. Antes tropeçou numa acumulação desordenada de ossos que cedo descobriu, serem os seus antecessores. Em vez do júbilo ansiado sentiu uma dúvida ensombrar-lhe o coração. As paredes agingantaram-se em seu redor e a voz que o guiara até então, deixara de ecoar pelas paredes do caminho. Angustiado percebeu que o verdadeiro labirinto começava ali.

12 comentários:

roserouge Says:
30 de junho de 2009 às 23:31

Avançar ou não, eis a questão. E a escolha é sempre nossa. Depois há que aguentar. Ou não.

El Matador Says:
30 de junho de 2009 às 23:39

A chatice é encontrar o caminho.

roserouge Says:
30 de junho de 2009 às 23:43

Leva um saquinho com tremoços. Vais comendo e deixando as cascas para trás. Para o caso de te perderes...

El Matador Says:
1 de julho de 2009 às 00:08

hummm...tremoços!

Post Mortem Says:
1 de julho de 2009 às 09:19

se esse tipo é o Teseu então usou o fio de Ariadne
ehehe

El Matador Says:
1 de julho de 2009 às 09:45

Desta vez não usou fio nenhum o parvalhão. Fez-se ao mar sem bússola.

brita Says:
1 de julho de 2009 às 16:20

pobre ela que nunca chegou a ter a prova de amor...
ir mas voltar

El Matador Says:
1 de julho de 2009 às 19:03

Brita

É sempre um bom conselho.

FacAfiada Says:
1 de julho de 2009 às 20:50

A eterna questão das escolhas ...
As escolhas que se fazem e as que ficam por fazer ...

Mas é melhor ter para escolher que não ter!

El Matador Says:
1 de julho de 2009 às 21:37

Exacto, ter por onde escolher é no mínimo bom sinal.

roserouge Says:
2 de julho de 2009 às 09:49

Este post rendeu, hein pequeno?! Parece que afinal anda por aí muita gente às voltas, perdida num labirinto qualquer. Acho que vou montar um negócio de tremoços. Que te parece?

El Matador Says:
2 de julho de 2009 às 10:36

Parece que sim. Ao lado do teu negócio eu monto uma boca de imperial.