Uma História Simples

| quarta-feira, 18 de julho de 2012 | |

Uma história feita de palhaços e de circo. De anões voadores e eunucos amestrados. De princesas gordas e elefantes de estimação. Uma história simples; com trapezistas que caiem de costas e ficam magoados no pénis. Do mestre de cerimónias que tinha fobia a multidões e gaguejava muito quando apresentava os números fazendo com que as pessoas pensassem que a sua gaguez era ela também parte do número. Da contorcionista que um dia estando aborrecida torceu-se toda de forma a praticar cunnilingus nela própria. Do Leão que se recusava a comer carne e emagrecia a olhos vistos. Do palhaço pobre que também se recusava a comer carne e que toda gente pensava que era porque estava em solidariedade com o leão quando na verdade era por estar apaixonado pela princesa gorda. Da própria princesa gorda que comia a carne que sobrava dos outros e que um dia confundiu o palhaço pobre com um palito e usou-o para limpar os dentes. De como o eunuco amestrado foi uma vez encontrado a folhear as revistas pornográficas do montadores de tendas e toda a gente se riu muito; pois se era eunuco e amestrado para mais. De como o unicórnio cor-de-rosa invisível um dia bateu as asas e nunca mais foi visto, deixando a filha mais nova da mulher barbuda muito triste pois era com ele que gostava de brincar às escondidas.  De como o engolidor de fogo se engasgou uma vez com um copo de água e toda a gente lhe bateu violentamente nas costas. Do infeliz acaso em que o atirador de facas se distraiu a olhar para as pernas da mulher do mestre de cerimónias e acertou sem querer com uma faca num dos anões que passava por ali a voar. Do elefante de estimação que cada vez que lhe pediam para dar a patinha esmagava alguém e era por isso que ninguém lhe pedia para rebolar. 
Uma história de família portanto, mas também de amor e comunhão, naquele que foi considerado um dia o maior espectáculo do mundo.

4 comentários:

desejo Says:
18 de julho de 2012 às 21:50

Uma história simples e demais!
Que imaginação!~

"Da contorcionista que um dia estando aborrecida torceu-se toda de forma a praticar cunnilingus nela própria".

El Matador Says:
18 de julho de 2012 às 21:58

eh eh.

Briseis Says:
19 de julho de 2012 às 12:35

Cheira-me que, se fosse assim, havia mais gente a querer ir ao circo... Quiçá a Sic, que anda agora muito arrojada nas telenovelas, até fizesse uma sobre o dito...?!

Abrenuncio Says:
19 de julho de 2012 às 15:01

A Sic é ela própria um circo.