O Eterno Regresso Adiado

| quarta-feira, 4 de agosto de 2010 | |
Temos que dar espaço às coisas de que gostamos. Tempo, para que as saudades possam germinar. O afecto constante pelo objecto amado provoca atrito nas emoções. As emoções movem-se como os pássaros; geram anticorpos, despertam o enjoo. O homem enjoado já não quer voltar ao mar: fica almareado em terra.
Matar saudades é gostar outra vez do princípio; apaixonarmo-nos uma e outra vez e sempre, como o movimento elíptico dos planetas ou a rota fiel dos cometas.
As estações sucedem-se: o outono – o inverno – a primavera. Voltar à praia no verão é um acto de amor que se repete sempre pela primeira vez. Olhar para ti, também.

Diário de Abrenúncio
04/08/2010

13 comentários:

desejo Says:
4 de agosto de 2010 às 19:58

Adorei : as emoções movem-se como os pássaros; matar saudades é gostar outra vez do princípio)quão verdade esta!), voltar à praia no Verão é um acto de amor; olhar para ti, também.
E eu estou cheia de saudades.


:) desejo

El Matador Says:
4 de agosto de 2010 às 20:06

Ter saudades é bom. É melhor que não ter nada.

luisa Says:
5 de agosto de 2010 às 09:02

Não tinha ideia do Abrenúncio ser assim...romântico. :)

El Matador Says:
5 de agosto de 2010 às 15:16

Tem dias.
:)

Peanut Says:
8 de agosto de 2010 às 14:19

gostei tanto. as saudades dizem-me muito. temos uma relação estreita :)

El Matador Says:
8 de agosto de 2010 às 14:24

A mim também.

Tulipa Says:
8 de agosto de 2010 às 21:06

Adorei este lado humano do Abrenúncio.

El Matador Says:
8 de agosto de 2010 às 21:10

É como já disse aí em cima: tem dias.

. Says:
11 de agosto de 2010 às 07:26

Tão lindo! ^^

A saudade nos move, assim como o amor. Afinal, só sentimos falta daquilo que amamos: o verão, a praia, o sol inteiro refletido na alegria de um olhar...

=)

Beijos,
Ane

El Matador Says:
11 de agosto de 2010 às 07:52

Obrigado Ane,
Disseste tudo.

Joaninha Says:
19 de agosto de 2010 às 14:05

Verdade incontestavel esta...

Beijos

El Matador Says:
19 de agosto de 2010 às 14:09

:)

Lala Says:
7 de setembro de 2010 às 23:13

às vezes gosto de sentir saudade. um beijinho ao Abrenúncio ( e a ti também mensageiro)... obrigada por teres partilhado! :)