Strangers in The Night

| sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 | |
    - ...Então ele disse-me que ia passar o ano ao estrangeiro.
    - A sério?
    - Sim.
    - Ena!
    - Também gostavas de ir?
    - Muito.
    - Para onde?
    - Não sei... O estrangeiro é tão grande.

12 comentários:

luisa Says:
1 de janeiro de 2011 às 19:04

Eu ia para o estrangeiro de fora. Bom Ano!

El Matador Says:
1 de janeiro de 2011 às 19:17

Bom ano, Luísa

Pierrot le Fou Says:
2 de janeiro de 2011 às 16:16

Valente guerreiro! Merece o brinde.
Já pode dançar...

Pierrot le Fou Says:
2 de janeiro de 2011 às 16:19

Como deves ter reparado, o comentário destinava-se ao texto "O Homem é Bom?".

El Matador Says:
2 de janeiro de 2011 às 16:21

Desconfiei que sim :)

Tulipa Says:
2 de janeiro de 2011 às 18:01

:) o estrangeiro é tão grande e portugal é tão pequenino, às vezes. Eu tb preferia o estrangeiro!

El Matador Says:
2 de janeiro de 2011 às 18:25

O estrangeiro é vastíssimo, uma pessoa quase que se perde por lá.

otário Says:
5 de janeiro de 2011 às 15:44

pim pam pum ahahahah

otário Says:
5 de janeiro de 2011 às 15:44

agora lembrei-me que em pequeno pensava que o estrangeiro ficava ao lado de espanha. devia ter uns 4 anos ahhahaah tão ignóbil fui...

El Matador Says:
5 de janeiro de 2011 às 15:46

E eu pensava que o Ultramar era um país.

Eli Says:
2 de fevereiro de 2011 às 23:16

EHEH

:)

Embora o estrangeiro nem fique longe, como é que pode ser tão diferente!?

:)

El Matador Says:
2 de fevereiro de 2011 às 23:27

O estrangeiro é assim, Eli;um mistério.