Vã Glória de Nadar

| terça-feira, 8 de junho de 2010 | |
Abrenúncio nadava sozinho num oceano frio e encrespado com o vento a salpicar-lhe a cara de pequenas agulhas salgadas. Não pôde deixar de pensar num dos seus heróis favoritos: o Luís Vaz. Também ele, afim de salvar os seus Lusíadas, teve que nadar; só com um braço, só com um olho, nos mares revoltos do sul, com o vento a esbofetear-lhe de vagas a valente barba ruiva.
Hoje tudo seria diferente, pensa Abrenúncio. Hoje, talvez a Obra se chamasse “Os Imbecilíadas”e viesse guardada em suporte USB. O nosso Bardo traria então uma pen presa entredentes, ficando assim com os dois braços livres para nadarem pujantes. Para o olho, esse, é que continuaria a não haver remédio.
Abrenúncio sai do mar a tiritar de frio com este e outros pensamentos a vogarem-lhe pelo espírito, na certeza porém de que: - Hoje não foi um bom dia de praia.

10 comentários:

Tulipa Says:
8 de junho de 2010 às 22:20

Hoje não foi mesmo um bom dia de praia...e a água fria faz mal ao Abrenúncio.
Só consigo imaginar o busto de Camões com uma pen entre dentes, com a expressão facial de quem está a tentar dizer algo :)

El Matador Says:
9 de junho de 2010 às 08:28

O Camões não se ia adaptar bem ao mundo informático.

Mary Jo Says:
9 de junho de 2010 às 09:26

Hoje continua a não ser um bom dia de praia...
Mas, conhecendo o nosso Camões e como reza a história, ele estava sempre pronto a envolver-se em amores com as damas da época, imagina se fosse hoje!
É que com esta tecnologia toda e com as redes sociais...
teria milhentas seguidoras do mundo inteiro e não teria braços suficientes para abraçar todas as paixões... talvez nem escrevesse os Lusíadas... abria um blog!

:)

El Matador Says:
9 de junho de 2010 às 14:52

Concordo. O Camões nas redes sociais seria um sucesso. Talvez escrevesse o Lusíadas e o fosse libertando em pequenas doses no twitter.

Pierrot le Fou Says:
9 de junho de 2010 às 22:37

Ah ah ah
Boa!
Gostei dos "Imbecilíadas".
Não explicaste se a pen já vinha com regalias e reformas garantidas (e CD ROM, com o software mercantilista...)

El Matador Says:
9 de junho de 2010 às 22:48

Eh pá, em princípio trazia só os Imbecilíadas, mas nunca se sabe, como era uma pen podia trazer também o orçamento de estado, mas não creio que o Camões fosse dado a ninharias.

luisa Says:
9 de junho de 2010 às 23:00

Já tinha saudades do Abernúncio e o Camões foi para aqui chamado em boa hora... quase em vésperas do 10 de Junho! :) Oh... e ele que desista da praia. Parece que vai continuar mau. :)

El Matador Says:
9 de junho de 2010 às 23:04

Pois é, logo agora que o coitado está de férias.

Lala Says:
11 de junho de 2010 às 16:44

E hoje continua a não ser um bom dia de praia... mesmo que o Camões já tenha passado... o Abrenúncio se fosse esperto metia-se era numas termas...
...e se o Camões tivesse uma rede social eu seguia.

El Matador Says:
11 de junho de 2010 às 19:02

O Abrenúncio está é a precisar de se meter num jacuze.

Eu também seguia o Camões, aliás, já sigo mesmo sem rede social.