O Regresso Condicionado

| segunda-feira, 15 de março de 2010 | |
Quando nos vêm buscar de volta à nave-mãe, fazem-nos duas perguntas: O que aprendeste? O que ensinaste? É um teste, destinado a avaliar a nossa condição, depois de anos de exposição à barbarie. No caso do ensino a resposta é fácil uma vez que é nosso apanágio o ensino e prática do amor e a disseminação da paz; algo que aprendemos desde pequenos e que faz parte da nossa essência. A primeira pergunta é capciosa. Eles sabem bem que ao nos imiscuirmos nesta “sociedade” somos bombardeados com toda a espécie de perfídia e crueldade, da guerra ao canibalismo; a aprendizagem, quando há, é dolorosa e sem sentido; por isso eles perguntam pelo que aprendeste; querem avaliar o teu estado, se mais réptil ou se mais humano. O que aprendeste deverá ser um reflexo do que ensinaste, mas regra geral não o é. A casmurrice é a primeira emoção que aprendemos, o que é de todo adverso aos nossos cânones, por isso, não raramente, ao não conseguirmos responder satisfatoriamente à primeira pergunta somos condenados a palmilhar esta Terra por tempo indefinido, até que a nossa primeira resposta seja uma mais condigna e humana, o que vai sendo difícil, quando cada vez mais nos ensinam a rastejar.

10 comentários:

Tulipa Says:
15 de março de 2010 às 23:47

O que aprendeste deverá ser um reflexo do que ensinaste, mas regra geral não o é...mas o que ensinaste é, certamente, um reflexo do que aprendeste. É um reflexo que estás no bom caminho ;) kisses

El Matador Says:
16 de março de 2010 às 08:30

O bom caminho é o caminho das pedras :)

Joaninha Says:
16 de março de 2010 às 13:52

Assustadora a ideia de palminhar a Terra por tempo indefinido...

Beijos

El Matador Says:
16 de março de 2010 às 14:17

Só o que não se gasta em calçado...

roserouge Says:
16 de março de 2010 às 21:53

"Se eu tiver uma maçã e tu tiveres outra maçã e se as trocarmos, cada um de nós fica na mesma com uma maçã; mas se eu tiver uma idéia e tu tiveres outra idéia e se as trocarmos, cada um de nós fica com duas idéias" - George Bernard Shaw.

El Matador Says:
16 de março de 2010 às 22:40

Bem visto. O Jorge sabia-a bem.

brita Says:
17 de março de 2010 às 00:32

k confusão!

continuando assim... Says:
17 de março de 2010 às 21:53

e a historia de Alice, lá continua....
no
... continuando assim...

mais logo, um novo capítulo

um obrigada a quem segue (porque só vale a pena assim).

Um especial convite, para quem ainda não mergulhou naquela história.
...é só uma história, apenas isso.

obrigada
e até logo
Bj
teresa

Joaninha Says:
31 de março de 2010 às 10:30

Chega de férias! ai, ai, ai, ai

Volta pá!

beijos

El Matador Says:
31 de março de 2010 às 11:08

AHAHAHAHAHAH! Antes fossem férias.
Tá quase...amanhã se calhar,...A preguicite é a morte do artista.